Convento de Novodevichy – Moscou

Um dos meus lugares preferidos da capital russa, o Convento de Novodevichy (Новодевичий монастырь) é uma joia do Barroco Moscovita (também chamado de Barroco Naryshkin) e representa muito bem a mistura entre a arquitetura tradicional russa e alguns elementos do barroco da Europa Oriental e Central. Em 2004, foi proclamado Patrimônio Mundial pela UNESCO.


O convento foi construído numa das curvas do Rio Moscou e é um reduto de tranquilidade na maior cidade europeia.

Fundado em 1524 pelo Grão Príncipe Vasili III em comemoração à reconquista de Smolensk em 1514 (que estava sob domínio polonês-lituano), o convento foi reconstruído por Sofia, meia-irmã de Pedro O Grande, que o usou como uma segunda residência quando ela governou a Rússia como regente na década de 1680.

Quando Pedro tinha 17 anos, ele tirou Sofia do poder e a confinou dentro de Novodevichy. Diz a lenda que Pedro colocou alguns de seus partidários pendurados fora de sua janela para que Sofia não se esquecesse o que poderia acontecer com ela.

No muro exterior da “Torre Sofia”, há milhares de pedidos à tsariana. As pessoas dizem que os desejos escritos ali são cumpridos.  Na foto abaixo, um dos pedidos mais curiosos: “Quero perder a virgindade”. Será que funcionou?

Durante a guerra de 1812 (Napoleão, lembraram?), o mosteiro foi quase destruído. Em 1922, o mosteiro foi fechado e tornou-se um “museu da emancipação da mulher”. As freiras voltaram ao convento somente em 1994.

Bem, aproveitando que você veio até aqui, não deixe de visitar o cemitério que fica atrás do convento. Considerado o local de enterro de maior prestígio de Moscou, abriga as lápides de heróis literários, musicais e científicos da Rússia – e, mais recentemente, o primeiro presidente da Rússia moderna, Boris Yeltsin. Pegue um mapa na entrada para localizar as sepulturas de Tchekhov, Gogol, Bulgakov, Shostakovich, Eisenstein e Nikita Khrushchev, o único líder soviético que não foi enterrado no muro do Kremlin.

Depois de visitar Novodevichy, sugiro um passeio de mais ou menos duas horas ao longo do rio, caso não esteja muito frio. A direção? Recomendo o sentido Vorobyovy Gory-centro (tendo o Mosteiro nas suas costas e olhando para os arranha-céus do centro financeiro, basta seguir o rio à esquerda).

Como chegar?
Apesar de aparecer em quase todos os guias como um dos pontos turísticos mais importantes de Moscou, muitas pessoas não vão até lá porque o convento não fica exatamente no centro da cidade. Turistas preguiçosos. Da Praça Vermelha, são somente 16 minutos de metrô. Imperdível.

–> Metrô Sportivnaya (linha vermelha – sul). Entrar no último vagão vindo do centro de Moscou, sair pelas escadas mais próximas e, já na rua, virar à direita, seguindo a rua Ulitsa 10 Letya Oktyabrya. Fácil de achar! (ah! assim que sair do metrô, tem uma padaria francesa na esquina com docinhos deliciosos!! Comprem pro piquenique!!)

Horários Qua-Dom 10:00-17:00

Preço:

– entrada gratuita se quiser apenas andar pelo convento, sem visitar nenhuma das igrejas;

– bilhete combinado, incluindo igrejas e exposições –> 150 rublos (9 reais);

– cemitério: 50 rublos (3 reais).

Atenção!! Extremamente desaconselhado andar pelo lago durante o inverno. Não tem como saber a grossura da camada de gelo e atravessar o lago congelado, por mais tentador e interessante que pareça, pode ser muito perigoso.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , , , | 7 Comentários

Navegação de Posts

7 opiniões sobre “Convento de Novodevichy – Moscou

  1. Claro que me emocionei com esse post, como não? Afinal sinto saudades de vc, mas ao mesmo tempo muito orgulho de te ver pelo mundo, sendo feliz, dando a chance aoutras pessoas de te conhecerem.
    beijos e bem vindo ao mundo dos bloggers!

  2. jackelinemota

    Já quero ir agora pra esse lugar. Agora duro é pronunciar os nomes hahaha difícil! Mas escrever é pior ainda =/

  3. Lindo lugar, merece mesmo o título de patrimônio da humanidade.

  4. Régis

    O Convento de Novodevichy realmente é um lugar muito especial. Ainda me lembro dos meus olhinhos brilhando ao visitá-lo pela primeira vez.
    Estou adorando o blog… Quero atualizações diárias, rs.
    P.s: Esqueceu de mencionar que a foto da ‘virgem desesperada’ foi tirada em uma ocasião muito especial: A primeira visita que eu te fiz, hehe.

  5. Pingback: Moscou (3° dia): arquitetura, uma vista fabulosa, caminhadas e lembrancinhas | O Mundano

  6. Heloisa duarte

    Estivemos lá agora em agosto graças a sua dica. As fotos mais lindas que tiramos em moscou foi lá. Pena que nos perdemos no tempo com a beleza do lago e não conseguimos entrar no cemitério. Valeu muito a pena . Obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: